Aqui o que importa é a opinião das pessoas.Por isso, você não precisa se cadastrar, nem ter blog, nem ter nome para dar a sua opinião.Mostre o que você acha, converse com os outros visitantes sobre o que você pensa.Quando você começa a pensar, começa a se libertar.

Meu novo livro.

Meu novo livro.
Meu novo livro.Acompanhe no wattpad!
Quando você começa a pensar por si mesmo, naturalmente irá discordar de alguém.Discordar não é errado; errado é concordar sem pensar.
O pensamento livre é a grande arma contras as verdades absolutas.Seja livre:questione tudo.

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

A música atual está pior



Desde que a música foi transformada em um mercado, artistas ruins sempre foram comuns.Isso porque a lógica capitalista é a que prevalece em um mercado(quanto mais vende, melhor).Então se um artista não é bom em termos artísticos mas vende bem, então para as gravadoras está tudo ótimo.Até ai nenhuma novidade.

Só que de vez em quando, as gravadoras faziam apostas mais arriscadas, investindo em artistas que talvez não pudessem render bons frutos comerciais por fazer uma arte um pouco alternativa.E era nesse momento que os grandes nomes surgiam.Certo, alguns bons músicos começaram bastante comerciais, porém depois mostraram que tinham talento.Todavia esses eram os tempos em que as gravadoras tinham muito dinheiro.Hoje, tudo mudou.

A internet tirou o dinheiro delas.Por consequência, seus investimentos diminuíram; agora elas colocam dinheiro apenas naqueles artistas que possuem uma alta probabilidade de retorno.Ou seja, chega de dinheiro em artistas alternativos, tudo ficou concentrado naquilo que é pop.

Umas das características do pop é a sua falta de diversidade.Algo bom para o mercado, algo ruim para a arte.Toda a música atual se direciona ao pop; qualquer coisa que fugir disso, tem dificuldade de se manter.

Os artistas transgressores, que fazem muitas perguntas, com personalidade fortes, com letras profundas e \ou de protesto...sumiram.Qualquer música que não seja pop será rejeitada.Isso engessa a criatividade.O resultado disso?

É você ligar a rádio e ter a impressão de que todas as músicas novas são um pouco parecidas.Não há mais espaço para o diferente no mainstream da música atual.Se você quer algo assim, procure na internet, pois as rádios e TVs distribuem fielmente apenas o que as gravadoras oferecem.E enquanto isso persistir, seremos bombardeados apenas por músicas ruins,  de "artistas" que em breve nunca serão lembrados.

Claro, é preciso diversidade.Existem músicas para dançar, brincar, refletir, protestar.Mas as letras profundas não existem mais.Há apenas espaço para a música de festa.Estamos vivendo em uma crise econômica e política, mas se você tiver a informação do mundo baseado no que as músicas dizem, vamos ficar em um mundo paralelo, onde só há alegria, amor e dor de cutuvelo.

Ninguém protesta.Ninguém reclama.

Enquanto dependermos apenas das gravadoras para conseguirmos nossas músicas, não há porque achar que algo vai mudar.É preciso que as rádios e TVs deem espaço para os artistas da internet.

E então voltaremos a ter uma grande variedades de músicas.Continuaremos a ter músicas de festa, de amor e dor de cutuvelo, mas também voltaremos a ter músicas profundas, de protesto, que nos fazem pensar.

Estou aqui esperando esses dias voltarem.Enquanto isso, escuto Legião Urbana.

 

2 comentários:

  1. Acabou a era em que se vendia discos, hoje se vende o eveento.

    ResponderExcluir
  2. Basicamente a música acabou.

    ResponderExcluir